publicidade
cria

Governo expandir√° rede federal de ensino, com 100 novos campi, confira lista completa dos 100 novos campi

O presidente Luiz In√°cio Lula da Silva lançou, nesta terça-feira (12), o plano de expansão da rede federal de ensino t√©cnico, com a criação de 100 novos campi de institutos federais de Educação, Ci√™ncia e Tecnologia (IFs) pelo pa√≠s.

Por Redação Agência Brasil em 13/03/2024 às 15:06:58

O presidente Luiz In√°cio Lula da Silva lançou, nesta terça-feira (12), o plano de expansão da rede federal de ensino técnico, com a criação de 100 novos campi de institutos federais de Educação, Ci√™ncia e Tecnologia (IFs) pelo pa√≠s. A iniciativa alcançar√° todas as unidades da federação e vai gerar 140 mil novas vagas, a maioria em cursos técnicos integrados ao ensino médio.

A expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Cient√≠fica e Tecnológica foi anunciada por Lula em dezembro de 2023, durante sua participação na Confer√™ncia Nacional de Juventude. Os institutos federais são instituições especializadas na educação profissional e tecnológica, oferecendo também educação b√°sica e superior. Os cursos são gratuitos.

O objetivo do governo é aumentar a oferta de vagas na educação profissional e tecnológica e criar oportunidades para jovens e adultos, especialmente os mais vulner√°veis.

"É com base no investimento na educação que a gente pode ter a certeza de que esse pa√≠s vai chegar a ser um pa√≠s de primeiro mundo, um pa√≠s desenvolvido, um pa√≠s de uma sociedade composta pela grande maioria de gente de classe média. Porque nós não fizemos opção para ser pobre. Ali√°s, ninguém gosta de ser pobre, ninguém gosta de se vestir mal, ninguém gosta de comer mal, ninguém gosta de morar mal, ou seja, todos nós nascemos para ter acesso a tudo aquilo que a gente produz", disse Lula, durante a cerimônia no Pal√°cio do Planalto.

"Então, quando a gente fala em investimento em educação é porque uma profissão d√° a um homem e a uma mulher um estado de cidadania que sem educação a gente não conquista", acrescentou o presidente, destacando ainda a importância da formação profissional para as mulheres, especialmente aquelas que vivem em contexto de viol√™ncia doméstica.

"A coisa mais importante na educação é que, a mulher tendo uma profissão, ela vai ter um espaço de disputar trabalho no mercado, fora de casa. Porque a mulher não nasceu só para fazer trabalho doméstico, a mulher nasceu para fazer o que ela quiser fazer e trabalhar fora de casa é uma oportunidade", disse Lula. "Quando a mulher tem uma profissão, quando ela tem um sal√°rio e pode custear a vida dela, ela não vai viver com nenhum homem que não goste dela, ela não vai viver por necessidade, por depend√™ncia", ressaltou o presidente.

Serão investidos R$ 3,9 bilhões em obras nos institutos federais, por meio do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desse total, R$ 2,5 bilhões são para instalação de novos campi e R$ 1,4 bilhão para melhorias em unidades j√° existentes, como a construção de refeitórios, gin√°sios, bibliotecas, salas de aula e aquisição de equipamentos.

O ministro da Educação, Camilo Santana, explicou os critérios de escolha dos munic√≠pios que serão atendidos com os novos campi. "Primeiro, olhar para os vazios demogr√°ficos, olhar a proporção de matr√≠cula de ensino técnico ofertado também em cada estado e olhar o n√ļmero de institutos por população em cada estado", disse.

Rede federal

O Nordeste é a região que receber√° o maior n√ļmero de novos IFs: serão 38 campi nos nove estados. O Sudeste aparece na sequ√™ncia com 27 novos campi, seguido da Região Sul, com 13; do Norte, com 12; e do Centro-Oeste, com dez. Entre os estados, São Paulo é o mais beneficiado, com 12 novos campi. Minas Gerais e Bahia terão oito unidades, cada. Na sequ√™ncia, aparecem Pernambuco, Cear√° e Rio de Janeiro, com seis, cada, e Paran√°, Rio Grande do Sul e Par√°, cada um com cinco.

Os institutos federais t√™m como obrigatoriedade legal garantir um m√≠nimo de 50% de suas vagas para a oferta de cursos técnicos de n√≠vel médio, prioritariamente na forma integrada, ou seja, junto ao ensino médio. Mas, segundo Camilo Santana, est√° sendo pactuado com os reitores que as novas unidades tenham 80% das matr√≠culas de ensino técnico profissionalizante.

"Nós não queremos perder nenhum jovem no ensino médio brasileiro. A escola é a porta para o futuro melhor, a educação transforma vidas, a educação é o grande caminho para transformar uma sociedade mais justa, mais igualit√°ria, mais humana, mais fraterna. E é isso que nós precisamos", ressaltou o ministro.

De acordo com o governo, até 2002, o Brasil tinha 140 escolas técnicas. Em 2008, em seu segundo mandato, Lula sancionou a Lei n¬ļ 11.892/2008, que institui a Rede Federal de Educação Profissional, Cient√≠fica e Tecnológica e criou 38 institutos federais.

A Rede Federal de Educação Profissional, Cient√≠fica e Tecnológica é formada pelos IFs, por dois centros federais de Educação Tecnológica (Cefets), escolas técnicas vinculadas às universidades federais, pela Universidade Tecnológica Federal do Paran√° e pelo Colégio Pedro II. Cada uma destas instituições é composta por campi que atuam como unidades descentralizadas de ensino, dessa forma, o ensino dos IFs chega a mais locais.

Atualmente, a rede possui 682 unidades e mais de 1,5 milhão de matr√≠culas. Com os novos 100 campi, passar√° a contar com 782 unidades, sendo 702 campi de IFs.

Confira lista completa dos 100 novos campi:

Unidade da Federação Novos campi Munic√≠pios
REGIÃO NORDESTE
Bahia 8 Santo Estevão, Ribeira do Pombal, Itabuna, Maca√ļbas, Poções, Salvador, Ruy Barbosa e Remanso
Pernambuco 6 Goiana, Santa Cruz do Capibaribe, Recife, Araripina, Águas Belas e Bezerros
Cear√° 6 Fortaleza (2), Cascavel, Mauriti, Campos Sales e Lavras de Mangabeira
Maranhão 4 Chapadinha, Colinas, Balsas e Amarante do Maranhão
Para√≠ba 3 Mamanguape, Sapé e Queimadas
Rio Grande do Norte 3 Touros, São Miguel e Umarizal
Piauí 3 Barras, Esperantina e Altos
Alagoas 3 Girau do Ponciano, Mata Grande e Maceió
Sergipe 2 Japaratuba e Aracaju
REGIÃO SUL
Paran√° 5 Maring√°, Arauc√°ria, Cianorte, Cambé e Toledo
Rio Grande do Sul 5 Caçapava do Sul, São Luiz Gonzaga, São Leopoldo, Porto Alegre e Gramado
Santa Catarina 3 Tijucas, Campos Novos e Mafra
REGIÃO SUDESTE
São Paulo 12 São Paulo (Jardim √āngela e Cidade Tiradentes), Osasco, Santos, Diadema, Ribeirão Preto, Sumaré, Franco da Rocha, Cotia, Carapicu√≠ba, São Vicente e Mau√°
Minas Gerais 8 João Monlevade, Itajub√°, Sete Lagoas, Caratinga, São João Nepomuceno, Belo Horizonte, Minas Novas e Bom Despacho
Rio de Janeiro 6 Rio de Janeiro (Cidade de Deus e Complexo do Alemão), Magé, Belford Roxo, Teresópolis e São Gonçalo
Espírito Santo 1 Muniz Freire
REGIÃO NORTE
Par√° 5 Barcarena, Redenção, Tailândia, Alenquer e Viseu
Amazonas 2 Santo Antônio do Iç√° e Manicoré
Rondônia 1 Butiritis
Tocantins 1 Tocantinópolis
Acre 1 Feijó
Amap√° 1 Tartarugalzinho
Roraima 1 Rorainópolis
REGIÃO CENTRO-OESTE
Goi√°s 3 Cavalcante, Porangatu e Quirinópolis
Mato Grosso 3 Água Boa, Colniza e Canarana
Distrito Federal 2 Sol Nascente e Sobradinho
Mato Grosso do Sul 2 Paranaíba e Amambaí

Fonte: Ministério da Educação


Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro

Coment√°rios