publicidade
cria

Motorista de aplicativo nega acionar ar-condicionado de carro e é mordido por passageira em Salvador; assista vídeo

Segundo a Pol√≠cia Civil, mulher foi liberada ap√≥s ter sido ouvida na Central de Flagrantes. Homem foi ferido na testa e em uma das mãos.

Por Por g1 BA e TV Bahia em 17/01/2024 às 20:23:10
Redes sociais

Redes sociais

Um motorista de aplicativo denunciou ter sido mordido por uma passageira durante uma corrida, após se negar a acionar o ar-condicionado do veículo. Ele afirma que foi ferido na testa e em uma das mãos, e também que teve o celular danificado por ela. Segundo a Polícia Civil, a mulher foi liberada após prestar depoimento e assinar um Termo Circunstanciado de Ocorr√™ncia (TCO) na Central de Flagrantes.

Vídeo: https://globoplay.globo.com/v/12274313/

Homem foi ferido na testa e em uma das mãos. O caso ocorreu no bairro de Armação, em Salvador, na última segunda-feira (15), e viralizou nesta quarta (17), nas redes sociais. De acordo com o motorista Vinicius Ribeiro, uma amiga da suspeita teria solicitado a corrida no bairro de Armação, com destino à Boca do Rio. No caminho, a passageira pediu para que ele parasse em um condomínio, para que uma outra mulher entrasse no carro. "Aí subiu a agressora, que j√° entrou batendo com força a porta no meu carro e, no decorrer da corrida, pediu para que eu ligasse o ar-condicionado. Informei que não iria ligar, porque eu só posso ligar mediante a solicitação do passageiro na corrida 'Confort'", disse o motorista. "Ela não se agradou, pediu que eu parasse o carro, e eu parei. Aí 'começou' as ofensas, as agressões. Eu peguei meu celular para filmar, acabou que ela mordeu meu rosto, minha mão e por fim, quebrou meu celular com uma pedra", relatou.

Segundo a Polícia Civil, mulher foi liberada após ter sido ouvida na Central de Flagrantes. Homem foi ferido na testa e em uma das mãos.

O caso ocorreu no bairro de Armação, em Salvador, na última segunda-feira (15), e viralizou nesta quarta (17), nas redes sociais.

De acordo com o motorista Vinicius Ribeiro, uma amiga da suspeita teria solicitado a corrida no bairro de Armação, com destino à Boca do Rio. No caminho, a passageira pediu para que ele parasse em um condomínio, para que uma outra mulher entrasse no carro.

"Aí subiu a agressora, que j√° entrou batendo com força a porta no meu carro e, no decorrer da corrida, pediu para que eu ligasse o ar-condicionado. Informei que não iria ligar, porque eu só posso ligar mediante a solicitação do passageiro na corrida 'Confort'", disse o motorista.

"Ela não se agradou, pediu que eu parasse o carro, e eu parei. Aí 'começou' as ofensas, as agressões. Eu peguei meu celular para filmar, acabou que ela mordeu meu rosto, minha mão e por fim, quebrou meu celular com uma pedra", relatou.

Motorosta de aplicativo mostra marca da mordida na testa — Foto: Reprodução/TV Bahia

Motorista de aplicativo mostra marca da mordida na testa — Foto: Reprodução/TV Bahia


Em um vídeo gravado pelo motorista, é possível ver o momento que a mulher tenta tomar o celular da mão dele, na tentativa de impedir que a situação fosse registrada.

Nas imagens, a amiga da suspeita também aparece e tenta acalm√°-la, mas não consegue. A mulher se nega a pagar a corrida e desce o veículo com o celular do suspeito, que estava em pedaços.


Celeular do motorista foi quebrado por passageira — Foto: Reprodução/TV Bahia

Celular do motorista foi quebrado por passageira — Foto: Reprodução/TV Bahia


O motorista alegou que o caso ainda não foi relativo para a plataforma, porque ele não conseguiu consertar o aparelho. Vinicius Ribeiro passou por exames de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e o caso é investigado pela Polícia Civil.

A TV Bahia tentou contato com a suspeita, porém, não conseguiu até a última atualização desta reportagem.


Fonte: G1 BA

Comunicar erro

Coment√°rios